Por que viajar para Carmelo?

Carmelo é uma cidade satélite ao município de Colônia no Uruguai. Devido à sua localidade é ideal para uma aproveitar o fim de semana. Está localizada no sudoeste do Uruguai, a uma curta distância da Argentina. A cidade é atravessada pelo Arroyo de las Vacas, localizado no Rio de la Plata. Essa conexão direta com a água é uma das principais atrações de Carmelo, que com suas praias e seu ambiente rural convida aos visitantes a se desconectarem da agitação das grandes cidades. A cidade recebe o turismo de braços abertos durante todo o ano. Possui uma variedade de oferta de hotéis, pousadas, camping, restaurantes, um cassino e lojas no centro da cidade. Recomendado para conhecer os vinhedos e adegas além de ser ideal para os amantes de vinho e para os curiosos. É um destino perfeito para quem procura um lugar para relaxar e também para quem gosta de caminhar ao longo do rio onde sempre conta com um inegável convite para tomar mate com algum nativo.

Como chegar a Carmelo?

A cidade está localizada a 75 Km de Colônia e a 235 Km de Montevidéu. Desde Buenos Aires saem barcos e balsas de Buquebus que todos os dias conduzem a estas cidades possibilitando ainda levar seu próprio automóvel através da balsa. Para reservar uma viagem na plataforma online de Buquebus é necessário indicar o número de passageiros e também se deseja levar um carro próprio durante a travessia. Existem empresas que realizam o transporte via terrestre com uma ampla variedade de saídas diárias. Essas viagens partem de Montevidéu ou Colônia e chegam a Carmelo pela rota 21. Outra alternativa para chegar a esta cidade é cruzando o rio Paraná, que sai de Tigre, em Buenos Aires. O Aeroporto de Zagarzazú (SUCM) está uma distancia de 5 km do centro de Carmelo e é habilitado para voos domésticos ou privados.

O que fazer em Carmelo?

A Ponte Giratória é a atração mais conhecida da cidade e é imperdível para quem viaja a Carmelo. Este atrativo foi inaugurado em 1912 e está localizado em Arroyo de las Vacas e tem a particularidade de ser movido por tração humana. É o primeiro com essa característica no Uruguai e talvez por essa condição pioneira foi declarado Monumento Histórico Nacional no ano de 1994. Em função de sua aparência, existem pessoas que o chamam de "Portão Dourado Carmelita".

Um bom motivo para conhecer esta cidade uruguaia é a rota do vinho carmelita. Especialistas no campo e adegas oferecem a seus visitantes degustações de vinho e passeios pelos vinhedos. O grande protagonista é a linhagem Tannat, que levou a fama de Carmelo a todo o mundo. Algumas das vinícolas que podem ser visitadas em qualquer estação do ano são: Campotinto, Narbonne, El Legado, Zubizarreta, Irurtia entre outros, Los Cerros de San Juan que é o mais antigo do Uruguai foi declarado Monumento Histórico.

Como em muitas cidades uruguaias, o rio é o centro das atividades. Playa Seré é uma daquelas recomendadas para o verão, incluindo uma área de areia às margens do Rio La Plata, nas proximidades do Hotel Cassino. O ponto de iates da cidade também oferece um belo passeio, com um acampamento náutico que conta com churrasqueiras e áreas próprias passar o dia. Carmelo é sinônimo de natureza, vinculo que tem uma das suas mais altas expressões na Reserva de Vida Selvagem da cidade.

Conselhos para sua viagem a Carmelo

Revise os documentos necessários para entrar no Uruguai. (Veja aqui)

Ideal para descansar ou relaxar como casal ou família.

O orçamento recomendado é entre 50 e 100 dólares por dia/ por pessoa.

Não perca as opções de vinhedos oferecidos pela "La Ruta del vino" em Carmelo.